Concrete Logo
Hamburger button

Guia do fundador de startups parte II

  • Blog
  • 2 de Abril de 2012
Share

 

Vamos a parte dois do Guia do Fundador de Startups que começou em Guia do Fundador de Startups parte I

 

Quais são as principais dicas para quem quer iniciar um negócio digital?

Baseado no artigo publicado originalmente na Exame.com

 

Para responder a esta questão, recorri a algumas ideias de empreendedores e investidores brilhantes e cheguei a dez itens (mais um item zero de brinde vindo de Dave McClure’s 10 tips for the perfect investment pitch).

    0 – Empresas e produtos de sucesso tem a ver com sexo, dinheiro e poder. Dave Macclure com seu poder de síntese e algumas vezes polêmica, cunhou o termo “Great products get you Laid/Paid/Made”, representando que você tem que se perguntar como seu produto se conecta com o poder inexorável das necessidades emocionais e evolucionárias do ser humano. Ver slide 14 em https://www.slideshare.net/dmc500hats/how-to-pitch-a-vc-sept-2010.

     
    1 – Escolha seus sócios com cuidado, essa é do Julio Vasconcellos do Peixe Urbano em 5 lições do Peixe Urbano para o seu negócio. Estas serão pessoas com quem você vai passar horas infindáveis provavelmente por muitos anos. Escolha pessoas que tenham o mesmo “drive” para trabalho e a mesma ambição financeira que você.

     
    2 – Consiga um cofundador técnico. Em uma startup digital, três papeis são essenciais: o desenvolvedor (Hacker), o designer (Designer) e o vendedor (Hustler) responsáveis por criar, construir e vender. Se só existe o fundador/vendedor, mas não consegue executar a idéia sem recorrer a terceiros, pode acabar com um ataque cardíaco.

     
    3 – Financie seu próprio negócio. O dinheiro mais barato é o suor, o restante vem gradualmente, proporcional ao nível de validação do seu modelo de negócio. Depois que você encontrar o ponto certo, cresça.

     
    4 – Não largue seu emprego. Você só deve deixar o que paga suas contas depois que o modelo de negócio estiver provado. Consiga um sócio 8×5 e use o dinheiro para garantir que vocês dois tenham como pagar seus custos pessoais.

     
    5 – Leia! Antes de se lançar como empreendedor digital, fique atento às referências mais importantes. Como já escrevi neste blog, recomendo os livros de Alex Osterwalder, Steve Blank e Eric Ries. Participação em eventos como o Biz Agility também constituem uma boa forma de se educar. Sem fontes, o aprendizado será mais duro e longo que o normal.

     
    6 – Faça produtos simples, rápidos e incrementais. A primeira versão do produto, que chamamos de “produto mínimo viável”, deve ser a menor coisa que permita a validação de sua proposta que, por sua vez, deve ser a solução para um problema real, pela qual as pessoas estejam dispostas a pagar.

     
    7- Seja científico. O sucesso vem de formas misteriosas, mas a validação do seu modelo de negócio pode ser organizada. São ciclos de construção, medição e aprendizado que permitem que você adapte sua visão inicial até um modelo que efetivamente funcione.

     
    8 – Falhe rápido e seja perseverante. Eric Ries usa, para isso, o termo “a decisão de pivotar ou desistir”. Ver Master Class with Eric Ries ou Pivot or Persevere? The Key to Startup Success. Você deve perseverar em sua trajetória de negócios, mas não em um formato específico. Talvez você precise de uma mudança de estratégia, sem a mudança de visão.

     
    9 – Se você quer um passatempo, aprenda a jogar golf. Empreender não é para quem quer fugir de um trabalho chato. Se você não conseguir se dedicar e dar energia suficiente para o negócio, ele será só uma perda de foco e de tempo.

     
    10 – Cuidado com custos pequenos e nível de alavancagem (dívida). Juntando dois conselhos de Warren Buffet, você tem que sobreviver a cada batalha para continuar como um empreendedor serial. O ambiente regulatório brasileiro é extremamente duro com quem fracassa. Tenha alergia crônica a custos e pavor quando eles são fixos.

 

Esta semana teremos dois workshops (um no Rio e outro em SP) do Ash Maurya, de um dia inteiro com a mão na massa. Ver BizAgility. Lá você pode obter autografada a segunda edição do Running Lean.

Entre em contato (email para contato@bizagility.com.br) porque é possível estudar um desconto. Tudo para propiciar network e compartilhar conhecimento tal como explicado neste blog em BizAgility e em Startups e network