Concrete Logo
Hamburger button

Entrevista com Bruno Souza, o Javaman

  • Blog
  • 14 de Maio de 2012

 

Na 6a feira e sábado 11 e 12 de maio, tivemos em Fortaleza o excelente JavaCE Community Conference, que nós da Concrete com muita satisfação fomos um dos patrocinadores. Eu fui lá mostrar um pouco do que sabemos fazer.

Sobre o evento, as boas palestras que assisti, os amigos que encontrei e a minha apresentação, tudo isto deixarei para um próximo post.

Neste vou mostrar a entrevista que fiz com o Bruno Souza, o Javaman. Acho que ele dispensa apresentação pelo muito que já fez pela comunidade de desenvolvimento Java e open source em geral.

Neste blog sempre apoiamos às iniciativas de compartilhamento de conhecimento. O principal motivo da entrevista é dar espaço para falar do JustJava, evento mais do que tradicional e que acontecerá semana que vem aqui em São Paulo

A entrevista foi gravada em vídeo.

Porém, por não ter podido carregar a bateria no hotel devido a tal questão de compatibilidade de tomadas, na meio da primeira parte da entrevista a bateria acabou. E antes de acabar deve ter desligado a máquina sozinha. O fato é que eu perdi o vídeo das 2 primeiras perguntas. Sorry.

Achei muito interessante a resposta da primeira pergunta. Como fiquei sem o vídeo, vou resumí-la aqui em texto:

    Perguntei como começou e se minha memória não me trai, ele disse entre outras coisas o seguinte:

      “Comecei como estagiário na Sun e logo no primeiro dia chegou um gringo, o John Gage, falando de algo novo. Acho que me mandaram falar com ele justamente por ser estagiário. Me mostrou um site em que ainda aparecia em alguns lugares o nome Oak. Era o Java ainda em gestação. Gostei da novidade e fiquei bem atento.

      Na empolgação de estagiário adorei a idéia e comecei a me dedicar. Na faculdade o povo só queria saber de C. E por meu entusiasmo, logo fiquei mais ou menos incumbido de tocar aquele assunto.”

    Segundo o Bruno, tudo foi uma questão de estar no lugar certo no momento certo. Eu acrescento que foi também uma questão de saber aproveitar as oportunidades.

    Bruno fez questão de acrescentar que ao longo da carreira aprendeu muito com o John Gage.

 
Há muitos anos o Bruno criou o SouJava, um dos maiores grupos de Java do Brasil. Não sei do tamanho dos outros grupos de Java mas acho que o SouJava só perde em tamanho e projeção para o GUJ com seus cento e tantos mil usuários registrados.

O SouJava tem tradição de realizar grandes e excelentes eventos. E no fim da semana que vem teremos de novo em São Paulo mais uma edição do JustJava.

Segundo o site, esperam cerca de 2000 profissionais no Centro Universitário SENAC – Campus Santo Amaro. Se conseguirem mesmo reunir 2000 profisionais, será o maior evento de TI no Brasil dos últimos anos.

Sou um dos voluntários organizadores do AgileBrazil, evento que a Concrete também patrocina. Sinto na pele a dificuldade para conseguir acomodar 1000 e poucas pessoas em algum espaço de eventos em SP. Como antigo desenvolvedor, torço muito para que realmente o Java mostre esta força toda. Cabe a comunidade comparecer.

 
O vídeo abaixo ficou somente com a resposta a minha última pergunta justamente perguntando pelo JustJava, evento que já tive oportunidade de ir e palestrar várias vezes.

O Bruno disse na gravação que a primeira edição do JustJava foi em 1998. Como comecei com Java em 1997, fiquei muito curioso para ver informações sobre este evento antigo mas infelizmente não achei no Google nenhuma referência para ilustrar este post.

Para minha sorte, apareceu de repente e entrou no vídeo a Loiane Groner, que muitos conhecem pelo seu ótimo blog e pelo seu recente livro Ext JS 4 First Look. Ela falou do que apresentará no JustJava.

Bem, chega de papo. Vejam o vídeo. E javeiros, compareçam ao JustJava.