Concrete Logo
Hamburger button

MVPs que realmente importam são difíceis de fazer

  • Blog
  • 8 de Junho de 2012
Share

Eric Ries tomou o mundo com seu conceito de lean startup. Talvez um dos conceitos mais poderosos além do ciclo de “build measure learn” é a idéia de “Produto Mínimo Viável”, mas este é a porta de entrada para que utilizemos lean startup para justificar mediocridade empresarial.

MVPs que realmente “movem a agulha” (uma referência aos sismógrafos) são difíceis de fazer.

Nosso poder de auto-engano é fantástico. A interpretação livre e conveniente do conceito de produto mínimo viável é que ele seja o mais fácil de fazer. Na verdade se criou uma busca do mínimo e não do viável, como cunhou muito bem o David Aycan no seu artigo HBR Don’t Let the Minimum Win Over the Viable.

Se sabotamos o processo de estabelecimento de hipóteses e envenenamos o método científico na sua raiz. É como quando as eleições são corrompidas e esculhambamos com a democracia de forma lenta mas eficiente.

O MVP tem que mirar no aspecto mais crítico para validar o seu modelo de negócios com a visão de horizonte daquele momento. Não é a priorização cretina do Risco como no Processo Unificado de desenvolvimento de SW mas também não é a busca do fácil e muitas vezes irrelevante.

Algumas vezes você vai provar a hipóteses sem código, outras não. Algumas vezes você vai ter que resolver um problema difícil, porque ele é central ou então ”babau” modelo de negócio.

O conceito de pivoting também precisa ser lido com cuidado. Temos a busca de última milha com algo tipo testes A/B, o pivoting que é uma mudança de rumo (estratégia) mantendo a visão e finalmente a revisão de sua proposição de valor (outra empresa) que pode ou não ser em torno de uma competência essencial do time e finalmente B2B e B2C (Back to banking ou Back to consulting), para quem não tem o serial depois do título empreendedor.

No post do Aycan ele sugere este caminho para os pivots, o que faz bastante sentido. A idéia é no início do processo, não deixar que custos e investimentos prévios ancorem o time em uma idéia única, pensando ser ela é melhor do que realmente é por por um erro de julgamento do tipo efeito Halo, impedindo assim a startup de encontrar seu melhor caminho.

Em suma, você tem que testar o que é crítico para validar um aspecto que na sua opinião é o mais relevante para o seu modelo de negócio e não apenas o fácil. Algumas vezes um pouco de criatividade pode colocar as coisas no quadrante fácil e importante.

 

Esquematizando ou mockando protótipos experimentais com múltiplos MVPs em paralelo

Recommended approach

Num ambiente de grande incerteza, buscar estabelecer múltiplos MVPs em torno do conceito inicial a ser validado, torna a abordagem mais robusta e resiliente.

Mas no final a linha entre a teimosia e a perseverança é tênue e não existem hedges (garantias) de felicidade, em algumas minas não tem ouro e MVPs fáceis ou difíceis não vão fazer a menor diferença.