Concrete Logo
Hamburger button

Os 10 links do mês – Novembro

  • Blog
  • 30 de Novembro de 2014
Share

Mais um mês chegou ao fim, e como já é tradição aqui no Blog, vamos enumerar quais foram os 10 links mais comentados do mês. Em novembro, o pessoal de mobile falou muito sobre layout e o Lollipop do Android, mas também teve iOS com sketch e xCode6+, além de um pouco sobre computação em geral, A/B testing e outras coisinhas mais. Quer ver? Vamos lá!

1. Coding, Fast and Slow: Developers and the Psychology of Overconfidence

A dica de Rodrigo Deodoro é um post de Dan Milstein no Blog da Hut 8 Labs no qual ele fala sobre o que se passa na cabeça do desenvolvedor na hora de fazer estimativas e como ele resolveu este problema.

2. History of Computer Art

Victor Lima recomenda o documento de Thomas Dreher sobre a história da computação. Tales Pinheiro, pelo título, recomenda esse post do Gizmodo Brasil. Ao ler sobre hipertexto no link que o Victor indicou, Tales também lembrou do projeto Xanadu, que passou CINQUENTA E QUATRO anos em desenvolvimento e cunhou o termo HYPERTEXT. Saiba mais aqui.

3. Atom.io

Segundo Patrick Porto, essa é uma ótima alternativa ao Sublime, porque é desenvolvido em javascript e mantido pelo GitHub. Patrick ainda ressalva que possui alguns recursos nativos e melhorias em relação ao Sublime, como integração nativa com o git e com o controlador de pacotes (que é bem mais atraente). Ainda está caminhando para uma versão estável (v 1.0.0), mas a preview já é “usável”, e sem grandes problemas. Filipe Mondaini complementou aliviado que agora já tem versão para Linux =)

4. Preview do Layout no Android

Corintho Assunção dá a dica para quem vai querer trabalhar com seus layouts no Android Studio ou no ADT e gosta de ter um preview rápido antes de enviar para o aparelho (ou emulador) para testar. É um conjunto legal de tags que podem ser colocadas no XML de layout. O destaque de Corintho vai para tools:layout, tools:listitem e tools. Além disso, Corintho destaca que podemos utilizar os atributos já existentes, somente mudando o previxo para tools (saiba mais aqui). Neste ponto, para ele os mais práticos são tools:text e tools:visibility.

5. Universal Images no Xcode6+

Dica do Gabriel Brettas que ressaltou que ainda não havia testado, mas parece um recurso útil. Tahiana Brito e Mayara Sousa gostaram, mas Tales Pinheiro leu em algum lugar que o suporte é parcial, e as imagens geradas nem sempre são lá essas coisas. Observação: Tales disse que o artigo o fez lembrar que ou convencemos o Gif a doar iPads novos para os 1% da base que ainda usa iOS 6 ou teremos que remover o Assets.catalog e voltar a fazer como antigamente =P

6. Os básicos de Python

Alexandre Bairos indica um material introdutório para Python, criado por Júlia Rizza. Filipe Mondaini gostou.

7. Visual Studio 2013 Community Edition

Quem contou a novidade foi o Rafael Miceli. Segundo ele, a versão junta os antigos CS Express que eram mais voltados para hobby e viraram uma ferramenta de desenvolvimento para developers de pequenos times. Rafael ainda contou que saiu o preview do Visual Studio 2015, com emulador para Android =) No mesmo dia, Victor Nascimento informou que a Microsoft abriu sob a licensa MIT toda a implementação do .NET. Dhiana Deva confirmou impressionada. Filipe Mondaini diz que é um sinal dos tempos, e Guilherme Siepmann complementou com esse link do ScottGu’s Blog e com esse repositório.

Patrick Porto disse que agora o .NET possui uma chance real de superar o Java na portabilidade, mas Corintho Assunção diria “igualar”, porque em Desktop vai ficar tudo equiparado. Segundo ele, nenhum dos dois vai rodar no iOS nativamente, mas no Android é outra história…

Guilherme Siepmann continou o assunto indicando esse texto, que diz por que você deve se importar com open source .NET. Victor Lima contribuiu com o texto do Scott Hanselman sobre os lançamentos .NET e com o ranking de linguagens de programação de novembro do TIOBE. Tales ficou impressionado com Visual Basic surgindo do nada em 11º, e Victor Lima explicou com este link. Victor Lima ainda indicou este e este texto, ambos ddo Adam Bard, que segundo ele dá outra visão: o quanto a comunidade contribui para o open source.

Guilherme Siepmann mandou esse post do Mauro Pichiliani com as pérolas no código fonte do .NET framework. Rafael Miceli gostou, e Victor Nascimento fez um comentário gênio:

“What about this pearl at the very end of the System.Windows.Controls.Grid.cs source?

//——————————————————

//

// Extended debugging for grid

//

//——————————————————

#if GRIDPARANOIA

private static double _performanceFrequency;”

Para terminar, Victor Lima indicou a notícia sobre a parceria entre a Microsoft e a Xamarin.

8. Introdução ao Android Auto

Gabriel Coutinho mostrou o vídeo e disse que está economizando moedinhas… Filipe Mondaini comentou que, em um carro com esse sistema multimídia compatível com Android Auto, seria interessante que ele também fosse integrado ao módulo do carro. Hoje, ele brinca com essas informações com o Torque. Outra coisa que Filipe destacou é que o Android Auto funciona pela USB. O Torque funciona conectado pelo Bluetooth no aparelho, que fica ligado ao conector OBD2:

androidauto

Filipe até previu aparelhos multimidia “xingling” com Android Auto em no máximo dois anos, e até twittou a profecia. Gabriel comentou que também quer essas informações do veículo e está torcendo para que a opção “car-related stuff” que o cara menciona no vídeo seja isso =) Para ele, o aparelho “xingling” faz bem para o equilíbrio do ecossistema. Filipe Mondaini diz que o app que ele mandou já é satisfatório. Ele usa no VW Gol 2010 =)

9. Parse Push Experiments

Victor Lima indica o post do Blog do Parse que ensina como reengajar melhor e com mais criatividade usando A/B Testing. Victor Oliveira comentou que vale muito a pena ver a apresentação sobre SES da AWS, que tem a participação do Sina Yeganeh, Technical Program Manager do E-mail Marketing da Amazon. A parte dele começa em 28:20 deste vídeo.

10. Brakets

Corintho Assunção foi quem deu a dica do editor de HTML+CSS+JS. Ele indicou ressaltando para olharem o link de download direito, porque tem um com o preview de uma ferramenta da Adobe e outro que é o editor “puro”. Gabriel Brettas comentou que já usou um pouco e ele tem uma feature legal de mostrar uma tooltip do HEX color, mas ele, particularmente, não consegue ficar sem o múltiplo cursor do Sublime. Para resolver isso, João Felipe indicou este post.

Corintho complementou dizendo que, independente dos múltiplos cursores, ele está vendo uma tendência para editores mais leves, mas mais focados em alguns trabalhos. Por exemplo, uma feature que ele achou excelente do Brackets é o live preview no Chrome, com highlight do que está selecionado no editor. Colocando em cima disso a possibilidade de clicar “Ctrl-E” em um elemento ele abre um editor in-line de todos os seletores de CSS que se aplicam àquele elemento e pronto. É muito difícil ficar melhor do que isso para editar HTML+CSS. Se usar Angular, ainda existe a possibilidade de usar esse editor in-line para os controllers, além de códigos de elementos e atributos. Ele termina dizendo que usa hoje continuamente o Sublime, mas geralmente está com o Brackets aberto. De vez em quando usa o Atom para ver qual é a dele também, mas ainda estão faltando algumas coisas importantes do Sublime.

E aí, o que acharam das dicas deste mês? Têm alguma outra contribuição? Se sim, é só deixar nos campos abaixo. Até a próxima! =)