Concrete Logo
Hamburger button

Uma semana para os desenvolvedores de BH

  • Blog
  • 14 de Junho de 2015
Share

Nos dias 26, 27 e 28 de maio aconteceu no teatro do IBMEC, em Belo Horizonte, o evento iMasters Developer Week, um ciclo de eventos técnicos focados em desenvolvedores web. Eu tive a oportunidade de ser um dos palestrantes e de participar do segundo e metade do terceiro dia de evento.

Logo de cara assisti a uma palestra muito interessante na qual , fizeram um live code com a nova SDK da empresa, que tem por objetivo facilitar a integração. Em poucos minutos eles publicaram um produto que a plateia pôde comprar. Você pode ver os slides utilizados aqui.

IMG-20150612-WA0004

Nicolas Coniglio e Bruno Elia, do Mercado Livre.

Em seguida, Pedro Chaves apresentou uma biblioteca em PHP chamada Codeception, que facilita a utilização de testes de unidade e possibilita a criação de testes funcionais e de aceitação. No live coding, Pedro apresentou como é realizado o TDD com Codefusion e como migrar seus testes de PHPUnit para ele.

Carlos Eduardo Santiago apresentou, na minha opnião, a melhor palestra do dia. Ele comentou sobre desenvolvimento inseguro, apontando as principais falhas encontradas atualmente. Apresentou o site da Open Web Application Security Project (OWASP), que possui diversas informações sobre segurança e um ranking com as principais e mais comuns falhas encontradas. No fim da apresentação, Santiago mostrou diversos vídeos de pen tests, além de realizar um ao vivo, no qual conseguiu facilmente acessar a área administrativa de um site.

Daniel Fonseca, diretor de Produto e Inovação da Moip, contextualizou detalhadamente o estado de transações de pagamento nos últimos 5 anos, apresentando como antigamente precisávamos realizar mais de 30 chamadas a diversas APIs para realizar a efetivação de um pagamento. Logo depois, apresentou o antigo SDK do Moip e como ele facilitou esse contexto, além de apresentar a nova versão, que facilitará ainda mais.

IMG-20150612-WA0008

Daniel Fonseca, da Moip.

Kleber Bacili apresentou as principais dificuldades que um projeto pode ter ao tentar expor uma API e deu onze dicas para que esse processo seja um sucesso. Algumas dicas são sobre qual tecnologia utilizar, versionamento, gerenciamento de falhas e segurança. Veja os slides.

Alexandre Brandão, por sua vez, apresentou um case bastante interessante no qual ele trabalhou desenvolvendo software para o exército brasileiro. Esse software precisou suportar diversas tecnologias, como Linux, ARM e Windows. A solução encontrada foi utilizar o framework Qt do C++ e NodeJS para permitir a comunicação.

Fabrício Vargas apresentou detalhadamente o funcionamento do Bitcoin e da BlockChain. Como a BlockChain armazena dados de forma distribuída e segura, ela é bastante imune a falhas. Atualmente estudam-se formas de utilizá-la para armazenar informações contratuais, como venda de imóveis, diminuindo a burocracia, a necessidade de utilização de papeis e agilizando o processo.

IMG-20150612-WA0009

Fabrício Vargas, CEO da Qualidata e Easylook

 

George Silva, da Intel, falou sobre as otimizações que podem ser realizadas nos aplicativos Android para o Lollipop e como as diversas ferramentas da Intel podem auxiliar nesse processo, monitorando, por exemplo, a utilização de memória e processamento. Um ponto interessante foi a pergunta de um participante: “você parece estar na contramão das outras palestras, que comentaram sobre desenvolvimento híbrido, por quê?” A resposta foi simples e direta: “desenvolvimento híbrido agiliza o processo de entrega do app para diversas plataformas, mas se você deseja performance, tem que ser nativo”.

O segundo dia que participei do evento começou com a palestra do professor da USP Luli Radfahrer, que falou sobre inovação digital e inteligência artificial no nosso contexto. Por meio de trechos de filmes e diversas referências, o professor pontua como essas inteligências podem afetar o nosso dia a dia em um futuro próximo.

IMG-20150612-WA0006

Luli Radfahrer, professor da USP

 

Roger Mattos apresentou a solução do Social Miner e como as informações sociais de uma pessoa podem ser utilizadas para melhorar campanhas de e-mail marketing e vendas. Ele destacou ainda que por trás de todo usuário existe uma pessoa, que normalmente não sabe o que quer mas compra o que gosta. Assim, ao monitorar as atividades desses usuários em diversas redes sociais, você pode direcionar melhorar as suas campanhas de marketing e aumentar suas vendas.

Bernard De Luna apresentou um case muito interessante de redesign do portal do iMasters. Ele apresentou diversas técnicas de testes A/B e como elas foram utilizadas para definir o novo layout do portal.

Em seguida foi a minha vez de apresentar as principais dificuldades de se ter um bom processo de QA em sua empresa. Mostrei que a cultura deve ser modificada para que todos entendam a grande importância de um bom processo de Qualidade e como a Especificação por Exemplo pode ajudar nesse processo. Meus slides estão no SlideShare da Concrete.

Especificação por Exemplo é um tópico extenso e merece um post somente sobre ela, mas, de forma resumida, visa por meio da renomeação de processos chaves de QA diminuir o preconceito dos envolvidos. Ao trocar a palavra teste pela palavra especificação ganha-se maior aderência de todos os envolvidos no processo, inclusive dos clientes

Não pude participar das demais palestras pois tive que pegar o vôo de volta para São Paulo. Em resumo, pude perceber que o evento foi extremamente produtivo e abordou diversas tecnologias e conceitos diferentes de forma bastante ágil e dinâmica. Ficou alguma dúvida ou tem algum comentário? Deixe sua contribuição abaixo!