Concrete Logo
Hamburger button

Amazon News – O que rolou no re:Invent 2015 e os lançamentos da AWS

  • Blog
  • 26 de Outubro de 2015

Zoolz_AWS_ReInvent_2015

Por incrível que pareça o re:Invent 2015 foi ainda maior do que o ano passado, chegando a um público aproximado de 20 mil pessoas, hoje é o maior evento da indústria de cloud computing. Para vocês terem uma ideia do tamanho do evento este ano, o re:Play (festa de encerramento do re:Invent) precisou ser feito fora do Venetian e feito no estacionamento do LINQ. Se quiserem ver os vídeos postados pela própria AWS é só acessar o canal deles.

Os carros chefes do evento foram IoT, migração para a AWS, segurança e gerenciamento de microservices. Tudo indica que os lançamentos de cada re:Invent é que fazem a roda girar em termos de tendências para os outros fornecedores.

O recado passado, que já vem desde os Summits que rolaram durante o ano, é de “Cloud First” sempre. Mais pra frente (em outro post) vou falar um pouco mais sobre isso, de forma resumida é pensar na sua solução já em cloud desde o começo simplesmente para não “reinventar a roda” e por ser mais rápido, fácil e barato, assim você pode focar de fato no seu negócio.

Keynote – Primeiro dia

No primeiro dia de Keynote com Andy Jassy (AWS SVP) tivemos o tão esperado anúncio dos novos serviços/produtos , foram eles:

reinvent-2015-recap_quicksightAmazon QuickSight – Um poderoso serviço BI que simplifica a criação de visualizações, a execução de análises ad-hoc e a obtenção de insights empresariais por meio de seus dados. Ele tem a facilidade de ser integrado com diversos dos serviços fornecidos pela AWS.
É um serviço que vai deixar vendors de produtos de BI preocupados, afinal de contas no QuickSight você paga pelo uso.

 

reinvent-2015-recap_kinesis-firehoseAmazon Kinesis Firehose – Criado com o objetivo de carregar dados de streaming na AWS, basicamente sua função é capturar e carregar automaticamente dados de streaming no S3 e no Redshift.

 

reinvent-2015-recap_snowballAWS Import/Export Snowball (acredito que não deva chegar ao Brasil tão cedo) – Feito para transportar seus dados em escala de petabytes para AWS ou da AWS para outro destino em um dispositivo seguro.
Ainda não está disponível para nós, mas pedindo nesse formulário talvez a AWS disponibilize para nós mais rápido: https://aws.amazon.com/importexport/request-access
reinvent-2015-recap_rds-data-migrationAWS Database Migration Service – Um dos lançamentos mais aplaudidos do dia ajuda você a migrar bancos de dados para a AWS. Um ponto interessante é que você pode efetuar a migração e mesmo assim continuar usando seu banco antigo durante esse período para minimizar o período offline. Agora o que mais me deixou interessado na ferramenta é a possibilidade de migração de bancos heterogêneos como de Oracle para MySQL por exemplo, para isso você tem que utilizar o Schema Conversion Tool que já vem junto com o serviço.
A ferramenta ainda te avisa quando algo no schema tem chance de não ser convertido com sucesso. A ideia deles é inicialmente cobrir 90% dos casos.

reinvent-2015-recap_rds-mariadbMariaDB para Amazon RDS – Agora você pode subir uma instância RDS já com o MariaDB, uma engine com grande frequência de contribuição da comunidade, baseado em MySQL.

 

reinvent-2015-recap_cinfig-rulesAWS Config Rules – É um serviço que veio para somar a parte de governança, onde você define determinadas regras e o serviço te ajuda a garantir a conformidade fazendo monitoramento contínuo, permitindo inclusive determinadas ações automáticas se algo sair das regras.

 

reinvent-2015-recap_inspectorAmazon Inspector (esse deve ter deixado algumas empresas que prestam o mesmo serviço preocupados com o que está por vir) – Basicamente um serviço de avaliação de segurança automático para minimizar possíveis problemas de vulnerabilidade existentes durante a implantação de aplicações na AWS, buscando sempre as melhores práticas.

Keynote – segundo dia

No segundo dia e claro o mais esperado, tivemos a participação do Dr. Werner Vogels (Amazon CTO), aqui tivemos os anúncios que mais me empolgaram, foram eles:

reinvent-2015-recap_amazon-kinesis-analyticsAmazon Kinesis Analytics – De forma resumida, é uma ferramenta que facilita a execução de consultas seguindo o padrão SQL em dados streaming.

 

reinvent_launch-page_illustration_c4-instancesAmazon EC2 X1 e t2.nano – Estamos falando aqui, no caso do X1, de uma instância com incríveis 2TB de capacidade máxima de memória (isso mesmo 2TB) voltada para bancos de dados em memória (SAP HANA por exemplo). A segunda, que me deixou bem feliz quando anunciada, é a instância t2.nano com 1 vCPU e 512MB de memória, assim como o resto da família t2 ela vai permitir o uso de CPU Credit, tenho certeza que a t2.nano vai incomodar diversos concorrentes, principalmente se você associar o ECS, CodeDeploy ou ElasticBeanstalk a ela (atenção a essa dica).

reinvent-2015-recap_lambda-featuresAWS Lambda com suporte a Python, Versionamento, Agendamento de Jobs, e Funções de 5 minutos – Esses anúncios assim como os 2 seguintes foram os que mais me empolgaram, esse aqui simplesmente por eu ser um “Python Fanboy” e adepto do uso desse formato de backend. Resumidamente agora é possível escrever suas funções de AWS Lambda em Python, utilizar um versionamento (o que facilita na hora de fazer rollback por exemplo), agendar execuções de funções (uma das coisas mais pedidas em diversos serviços da AWS pela comunidade) e por último, mas não menos importante, a possibilidade de executar as funções por até 5 minutos.
Além disso foi confirmado que o Lambda ganhará um endpoint interno nas VPCs, já era tempo!

reinvent-2015-recap_container-registryAmazon EC2 Container Registry – Esse daqui o nosso amigo Wesley Silva comentou um pouco antes do anúncio “Só falta agora a Amazon lançar um registry de containers”, e foi exatamente o que aconteceu. Agora você pode utilizar um Docker registry dentro da AWS como serviço, sem precisar se preocupar em montar e gerenciar seu repositório de containers (incluindo escalabilidade e disponibilidade). Ele já vem com integração com o ECS. Esse cara vai nos poupar aqui na Concrete de algumas dores de cabeça, alguns meses antes montamos um Docker Registry em EC2 + S3 por nós mesmos 🙁 (valeu pelo aprendizado).

summit-announcements-recap_ec2-container-serviceAmazon ECS CLI com suporte para Docker Compose – Para facilitar a vida dos “amiguinhos” a AWS agora disponibiliza o uso do Docker Compose para o ECS, fora isso, também foi adicionado o reconhecimento de zona de disponibilidade ao programador de serviços do ECS.

 

reinvent-2015-recap_mobile-hub (1)AWS Mobile Hub – Ele é um serviço para interligar os serviços a serem utilizados na criação de aplicativos móveis dentro da AWS. Facilita por exemplo na configuração de autenticação, notificações push e armazenamento de dados.

 

reinvent-2015-recap_iotAWS IoT – Esse que pareceu ser a “menina dos olhos” do Dr. Werner. É uma plataforma na nuvem que permite que dispositivos interajam com aplicativos em cloud ou com outros dispositivos. Minha visão disso é que os dispositivos podem ficar mais “burros”, deixando a “inteligência” para a cloud, menores (consumindo menos energia) e aquecendo menos. Um exemplo de uso estava no próprio re:Invent, todos os recipientes de álcool gel espalhados pelo evento estavam plugados no AWS IoT, passando informações como: contador de uso, temperatura no local na hora do uso, horário de mais uso… Outro exemplo mostrado durante o Keynote foi um robô em forma de garra controlado remotamente por um smartphone, passando pelo IoT e com um delay quase 0. Assistam ao vídeo para entender melhor. Pense nessa solução para uso médico ou agrícola ;).

li1KhM6tYcc

Com os lançamentos acima, pode-se perceber uma atenção especial aos DevOps Engineers e a cultura DevOps em si, o que tem se tornado mandatório nas principais empresas em destaque. Algumas sessões que assisti no evento também deixaram bem claras a necessidade de automação e o fluxo ideal de não somente CI (Continuous Integration) + CD (Continuous Delivery) + CD (Continuous Deployment), como também de Continuous Operations (mais um assunto a tratar em um post futuro).

Outra coisa a ser percebida é a mudança no padrão de nomes, agora buscando algo que faça mais sentido para os usuários, um exemplo disso é o Amazon Kinesis, que agora se chama Amazon Kinesis Streams (pelo menos dá para identificar que é um serviço de streaming).

No vídeo abaixo você pode ver o que rolou no Keynote no primeiro dia

e no segundo dia, que na minha opinião, vieram as melhores novidades.

Extras

Segue alguns serviços que foram anunciados um pouco antes do re:Invent e/ou durante o evento, mas que não tiveram tanto destaque no Keynote: Amazon Cloudwatch Dashboards, Amazon EC2 Dedicated Hosts, AWS WAF, Amazon Kinesis Streams Extended Retention, Amazon Elasticsearch Service. Destaque especial para:

reinvent-2015-recap_wafAWS WAF – É um firewall no nivel da aplicação web para ajudar a proteger o aplicativo de alguns problemas de segurança comuns, como por exemplo SQL injection ou cross-site scripting.

 

reinvent-2015-recap_cloudwatch-dashboardsAmazon Cloudwatch Dashboards – Esse lançamento deve ter feito a cabeça de muitas empresas de serviços de Dashboard coçarem. Era muito comum ouvir de alguns deles alegações de que o Cloudwatch era ruim para visualizar dados e etc, mas agora você pode criar um Dashboard customizado, com autorefresh e muitas outras funcionalidades. Vale a pena reavaliar a necessidade de alguns serviços terceiros contratados por você.

Gostou do assunto, tem alguma dúvida, quer saber mais sobre algum deles ou quer vir trabalhar com a gente? Deixe seu comentário aí em baixo ou entre em contato pelo nosso site.

SKYNET vindo por aí? 🙂