Concrete Logo
Hamburger button

Os 10 links do mês – Outubro

  • Blog
  • 30 de Outubro de 2016
Share

Boooo! Chegamos ao Halloween =) E com ele chega também o ranking com os links mais comentados no nosso fórum interno. Tradição já! A ideia é juntar aqui as dicas ou notícias que o nosso pessoal mais gostou. Quase uma curadoria… Esse mês a gente falou sobre o fim da tecla “esc” no Mac, a polêmica do Samsung Note7 que explode, sobre xadrez e até sobre o “Uber do câmbio”. Diversificado né? Vamos lá!

10. Coffee Naps are Better than Cofee or Naps Alone

E começamos o nosso ranking com um assunto que interessa a praticamente todos aqui na Concrete (e acho que na sua empresa também =P): café! De acordo com esse vídeo aí, indicado pelo Pedro Pessoa, café e soneca é melhor do que só café ou só soneca pra manter a produtividade. Será? Bom, o Rodrigo Maia disse que testou e dá certo, mas tem que tomar café sem açúcar. E se for filtrado melhor, que tem mais cafeína que o espresso. #ficadica

9. Analysis of the Facebook.app for iOS

O Tales Pinheiro disse que essa leitura é recomendada para quem reclama de tamanho de app (como ele). Aliás ele tem até um post sobre esse assunto aqui no Blog, se você quiser saber mais pode clicar aqui. 😉 Ele também mandou o comentário:

image05

O Diogo Autilio até ficou com vontade de fazer um método maior, e a Fernanda Geraissate disse que agora dá pra entender de onde vem tanto bug… =)

8. Peças de xadrez se movem sozinhas em tabuleiro inteligente

Já deu pra perceber que o pessoal aqui adora uma novidade tecnológica, né? Pois bem, quem mostrou essa notícia do Olhar Digital pra gente foi o Victor Neves, incluindo o vídeo mostrando como funciona o tabuleiro. O Alex Marmute gostou porque a ideia uniu um jogo de mais de 800 anos (1500, de acordo com o Victor Oliveira) com a tecnologia atual sem perder a aparência original do tabuleiro. Neves gostou porque atende os jogadores tradicionais, que jogam no tabuleiro, e os modernos, que gostam (ou precisam) enfrentar oponentes virtuais em “devices”…

O Vitor Roma lembrou do Wall-E e aqueles humanos que viviam deitados engordando porque a tecnologia fazia tudo por eles. E o Victor Oliveira disse que é uma tecnologia muito antiga, mas agora aplicada no xadrez:

image03

7. Robôs lutando contra a corrupção no Brasil

E tecnologia ligada à política? Também é um assunto recorrente! Foi o Leonardo Pabon quem contou pra galera que existe uma campanha chamada Serenata de Amor que está construindo uma inteligência artificial capaz de analisar contas públicas e dizer com confiança a possibilidade de cada nota ser ilegal. O Bruno Gonçalves recomendou um Anticast com os criadores, o Matheus Lima lembrou que o projeto já conseguiu 109% no Catarse e o Filipe Mondaini passou só pra dizer que o projeto é em Python e para deixar o dar o link do github. “De nada”.

6. O ágil na visão do Scrum Master

Opa! Um jabazinho aqui no sexto lugar =) Esse texto é da Ingrid Andrade, nossa mais nova Scrum Master aqui da Concrete (18 aninhos). O Harrisson Souza foi quem indicou para o nosso fórum e todo mundo curtiu. O Daniel Vilasboas ainda acha que muitas empresas viram que o Scrum é algo que está em alta e funciona e decidem adotar, mas Scrum sem ser ágil pode ser um fracasso, e as empresas não querem pagar o preço ou não estão engajadas o suficiente nessa mudança. O Filipe Mondaini destacou a frase “O manifesto ágil é a prova de que ser ágil é agir e mudar e não usar um framework só porque o vizinho usa”. Dá uma olhada lá =)

5. iPhone 7 vs Leica M9-P: a Side-by-Side Photo Comparison

Tales Pinheiro ficou espantado com a comparação entre um smartphone de $ 769 e uma câmera profissional lendária de mais de $ 9000, mas queria ver a original de cada uma, sem processamento e compressão, e mais casos – foto noturna e baixa luminosidade, por exemplo, que o iPhone melhorou muito. Para Paulo Muniz, teria que comparar a revelação impressa de uma contra a imagem em tela da outra para ser justo.

O Sócrates Lopes só não entendeu como o cara conseguiu analisar TODOS os aspectos da M9 e do iPhone com apenas uma foto, e o Tales explicou que ele não disse comparar todos os aspectos, só uma foto lado a lado. Para quem consome a foto só para internet – o perfil comum de quem usa iPhone – é uma comparação válida (para Tales). Ele acrescenta que não assume que a câmera do iPhone 7 igualou ou superou a da Leica, mas que a qualidade é excelente é inegável.

Para Sócrates, seria interessante se a comparação fosse feita em uma situação que estressasse algum aspecto das duas câmeras (baixa luminosidade, alto contraste ou alta velocidade). Ele acha que não dá pra generalizar para internet também, tamanho da imagem é só um dos aspectos. O que ele achou ruim foi que a matéria colocou como se estivesse respondendo a pergunta “How does the camera quality of Apple’s latest flagship smartphone compare to Leica’s high-end digital rangefinders?” quando, na verdade, o cara só disse que o celular tem a melhor câmera com sensor 1/3”, que só é utilizado pela própria Apple do iPhone 5S pra cima. Sócrates termina dizendo que, apesar disso, para o uso no dia-a-dia é inegável que a câmera traz bons resultados. “Se não fosse o preço…”

Eduardo Rangel encerrou o debate com uma foto:

image04

4. A passenger plane was evacuated after a replacement Samsung Galaxy Note 7 caught fire

Enquanto a Apple é elogiada, a Samsung não está tão bem no nosso ranking este mês. Victor Lima foi quem deu a notícia de um avião evacuado depois de um Note7 pegar fogo, e não apenas um Note7, mas um já substituído pelo defeito. Aí apareceu alguma zoeira:

“It’s not a bug. It’s a feature” – Catão, Thiago.

“Prevejo o ISIS comprando carregamentos de galaxy note 7 :P” – Mondaini, Filipe.

“Que Deus nos ajude” – Rangel, Eduardo.

O Rafael Alves disse que é isso o que dá quando passam por cima do QA para atender prazos malucos da companhia, como lançar o produto antes da Apple, por exemplo. Tales Pinheiro mostrou o comunicado oficial da Samsung e terminamos com mais zuera…

image00

Agora vai!

Agora vai!

 

3. Brasileiros criam “Uber do câmbio” e facilitam trocar moeda sem IOF

Inaugurando o nosso pódio de outubro, Gustavo Henrique indicou essa matéria do e-acontece, que fala sobre o Monepp, um facilitador de encontro entre pessoas interessadas em troca de moedas. O Matheus Lima, por sua vez, mostrou o TransferWise, que tem proposta semelhante e opções de comprar por BitCoin e usar cartão internacional. O Victor Neves disse que isso existe faz tempo, mas ele recomenda levar caneta detectora de cédulas falsas para quem for usar.

O João Felipe tranquilizou dizendo que o TransferWise transfere entre contas correntes e faz toda a intermediação, sem encontro físico entre os participantes. E é recomendado pela EU/UK. E aí vem o aviso principal, mostrado pelo Victor Oliveira:

“Atenção! Os impostos são sempre devidos, mesmo que não exista um mecanismo direto do cobrança como as instituições financeiras fazem”

Ele mostrou esse link aqui e destacou: Não venda moeda estrangeira no mercado paralelo. As pessoas que atuam irregularmente no mercado de câmbio brasileiro operam de forma ilícita. Ao utilizar o mercado paralelo de câmbio, você pode misturar seu dinheiro com recursos provenientes de tráfico de drogas, de armas e de outras atividades ilícitas. Isso pode lhe trazer consequências indesejáveis.

Então, a dica do nosso 3º lugar é: cuidado pra não cair numa fria! =)

2. Introducing Pixel, phone by Google

O assunto mais falado esse mês com certeza foi smartphones! Nosso segundo lugar é sobre o Pixel, telefone da Google, e quem nos mostrou o vídeo foi o Victor Lima, mandando logo em seguida esse link aqui. O Thiago Catão disse que “esse iPhone novo” ficou bonitão, e o Rafael Araújo mostrou o primeiro hands-on, no Gizmodo.

Lima disse que está curioso para ver se vai ser alguma coisa que só existe no Vale do Silício ou se tem o objetivo de ser algo em larga escala, fazendo o Google descer a pilha em direção ao hardware. Isso porque se pensarmos na evolução dos próximos gadgets: Amazon Echo, Apple TV, carro etc. e como o dono do hardware que se tornar “o próximo smartphone” vai ter o controle para decidir se vai deixar ou não ter algum software do Google (ou de qualquer outra empresa) rodando lá dentro, faz sentido que o Google queira controlar os canais aos quais ele consiga levar o seu software até o consumidor (por exemplo, o que eles têm hoje de deep learning, etc.).

“Vamos ver se o Google consegue executar tão bem em hardware quanto em software, e em escala, ou se vai terceirizar isso pra Samsung, HTC, Lenovo, etc :)” – Lima, Victor

Victor Neves mandou essa foto aqui

Victor Neves mandou essa foto aqui

E outro Victor, o Nascimento, acha que o foco do Google não é o hardware. O que eles disseram é que não é mais um mundo mobile first (API first e whatever), eles querem levar o mundo para o AI first. Por isso estão colocando o tal do Google Assistant onde conseguirem. Com isso, hardware é a próxima fase de fazer AI ter sentido. 🙂

1. Apple’s new MacBook Pro has no escape key

Pois é, a Apple decidiu eliminar o ESC do teclado. E aí fez esse link chegar ao nosso primeiro lugar no ranking! Quem trouxe a notícia foi o Josenildo Santos, o Victor Nascimento ficou procurando por uma explicação e o Filipe Mondaini deu essa:

“Vamos fazer o macbook mais fino sem essa tecla. Já tem trocentos anos”

O João Felipe disse que “Command + Option + Alt + Delete is the new Esc” e o Nascimento até começou a escrever um comentário sobre Apple e teclados, mas desistiu. O Vinicius Marques sugeriu que agora teríamos que comprar um adaptador por apenas 49.95 dólares e o Alexis Henaut disse que é uma boa razão para usar outro teclado e começar a aprender dvorak com o layout de typematrix, por exemplo.

O Rodrigo Bio foi longe. Ele diz que é um usuário assíduo de esc e torná-lo digital significa, para ele, um possível erro e lentidão no toque. Mas, se for “para um bem maior”, que seja aproveitar essa linha para teclas com funções específicas por programa. O fato de aparecer um “cancel” ali já anima. Ele acha que, no fim das contas, a grande questão é até quando o teclado vai ser dessa forma que a gente conhece/está acostumado? O que será o teclado das próximas gerações que não têm mais como porta de entrada na tecnologia um notebook ou um desktop e sim um celular (hoje)?

A resposta veio em uma sequência de frases:

“O futuro pode ser touch para o teclado do PC/note, mas PRECISA ter feedback das teclas!” Autilio, Diogo

“Precisa ter tecla? :)” – Bio, Rodrigo

“Precisa ter feedback tátil :)” – Nascimento, Victor

Mas vamos terminar com a mais célebre:

“With Apple there is no escape!” – Oliveira, Victor

E você? O que acha da mudança? Curtiu nossos links desse mês? Deixe abaixo seu comentário se você acha que faltou algum link ou tem alguma coisa para contribuir com o debate =) Em novembro eu volto. Até lá!

Quer trabalhar com a gente e fazer parte desses debates em tempo real? Clique aqui. Se você tem interesse nos nossos produtos e times, entre em contato.