Concrete Logo
Hamburger button

O Scrum e o Super Bowl

  • Blog
  • 1 de Março de 2017
Share

No início deste mês, o mundo assistiu a um grande jogo no Super Bowl. Quebras de recordes, virada histórica, um verdadeiro show. Assistindo o jogo, mesmo não torcendo para os Patriots, tive de reconhecer que eles definem muito bem um Time Scrum. O jogo estava 28 a 3 para os Falcons, a vitória já estava praticamente garantida, mas os Patriots se uniram para atingir seu objetivo, mesmo com toda a falta de esperança.

A Sprint de 15 minutos foi a mais importante de todas

A Sprint, por definição, tem um timebox de 1-4 semanas, mas naquele momento eles tinham apenas o último quarto do jogo para empatar e levar para a prorrogação. Veja: era uma sprint e eles tinham um objetivo.

Depois do intervalo eles estavam motivados e comprometidos, sabiam o propósito e tiveram coragem de dizer “nós podemos”. A vontade de ganhar (gerar valor) e a força para isso fizeram toda a diferença.

Os papéis estavam definidos junto com as responsabilidades

Tom Brady conduziu o time ao objetivo, arremessando as bolas com perfeição e deixando claro para o time para onde deveriam ir. Assim como um bom PO, ele gerou valor com o esforço do time. O time dos Patriots estava unido como um bom time de desenvolvimento, cada um sabia o que fazer e onde estar. Eles compartilharam a responsabilidade por marcar os pontos e segurar o jogo, inclusive na defesa que não deixava os Falcons concluírem as jogadas. Enquanto isso, Bill Belichick conduzia o time à vitória como um Scrum Master. Observando e os orientando a cada jogada.

Aquele jogo demonstrou perfeitamente os valores e princípios do Scrum, e que ele está presente em lugares que não se imaginaria. Quando um time se une pelo bem maior, não há momento ruim que não possa ser contornado. Fica a lição!

Tem algo a dizer? Aproveite os campos abaixo.

Quer fazer parte do nosso time? Clique aqui.