Concrete Logo
Hamburger button

Scrum, o segredo está no valor

  • Blog
  • 9 de Abril de 2018
Share

Em meio à onda que vem cobrindo o mercado, na qual todos falam sobre agilidade, parece até ser “simplista” falar sobre Scrum. Já cheguei até a ouvir “O Scrum está batido, todo mundo faz”. Será verdade? Será que entendem o que fazem e por que fazem? Será que percebem o valor?

O propósito core do Scrum é termos um incremento pronto, potencialmente entregável, ao final de cada Sprint. Será que fazemos isso? Em um dos primeiros passos, os times começam a fazer reuniões em pé diariamente. Mas isso é feito porque todos fazem por aí ou realmente o verdadeiro valor é conhecido? É atingido?

O próprio Scrum Guide menciona que é possível implementar partes do Scrum, mas aplicar partes não é Scrum e, consequentemente, aplicando partes não obtemos todo o valor possível. Parece até ser simples ler as 19 páginas da versão original em inglês ou as 20 páginas da versão traduzida em português, decorar todos os ritos lá escritos no Scrum Guide e pronto! “Faço Scrum!”

O engano é bem fácil de se cometer.

Mas mais importante que conhecer é entender os valores do Scrum e por que cada rito ocorre.

“Scrum é:

  • Leve
  • Simples de entender
  • Difícil de dominar.”

Scrum Guide, versão português, nov 2017.

O passo fundamental é entender que vivemos em ambientes complexos e aceitar que não há “receita de bolo”. É de forma empírica que aprendemos a tomar as melhores decisões.

“Scrum é fundamentado nas teorias empíricas de controle de processo, ou empirismo. O empirismo afirma que o conhecimento vem da experiência e da tomada de decisões baseadas no que é conhecido.”

Scrum Guide, versão portugues, nov 2017.

Também é vital entender a importância de inspecionar e adaptar a todo momento.

É preciso inspecionar e adaptar o trabalho dia a dia em direção a um objetivo, e não apenas “ficar de pé” para fazer uma reunião rápida, assim como inspecionar e adaptar o incremento feito e nosso próprio trabalho ao final de cada ciclo. Por fim, é preciso entender que tudo isso fundamenta a transparência para todos, além de dar oportunidade para evoluir continuamente.

Entendido isso e realizando todos os ritos descritos no Scrum Guide vem outra questão:

Será que os valores do Scrum são respeitados? Indo além, será que são até mesmo conhecidos? Comprometimento, coragem, foco, abertura e respeito são valores que guiam o time? Devem ser!

Depois dessas reflexões o que parecia simples (apenas decorar em torno de 20 páginas) se tornou algo um pouco mais “amplo”. Fuja do Scrum mecânico, ou do Scrum Zumbi. É natural que inicie apenas “copiando os movimentos” e de forma empírica, inspecionando e adaptando com transparência, chegue-se ao Scrum profissional. Vale mencionar aqui a analogia com o “Shu-Ra-Ri” (“aprender, refletir e ser”).

A partir disso, podemos concluir que o “Scrum não está batido” e há ainda uma longa jornada. E o mais importante, de forma empírica. Viva a inspeção e a adaptação sempre! Concorda, discorda ou tem algo a dizer? Aproveite os campos abaixo e até a próxima!

A agilidade está presente na Concrete desde o início, o que levou a empresa, hoje parte da Accenture Technology, a se tornar referência na transformação digital dos clientes. Criamos produtos digitais inovadores justamente por sermos uma consultoria de produtos, não apenas de tecnologia. No capítulo de Agilidade, a missão é capacitar os agilistas a maximizarem a entrega de valor, de maneira iterativa e incremental. Quer trabalhar com os melhores? Mande o seu currículo para trabalheconosco@concrete.com.br.