Concrete Logo
Hamburger button

Ser um designer consultor: objetivos e expectativas

  • Blog
  • 16 de Novembro de 2018

O valor do processo de design, inclusive em empresas de pequeno porte, vem crescendo enormemente nos últimos anos, sempre em busca de conectar objetivos de negócio, entregar boas experiências para clientes e elevar produtos competitivos no mercado. Esse fato também pode ser reforçado pelo alto número de vagas abertas para nós, designers, em diversas empresas de diversos segmentos. Porém, boa parte das vezes, um produto ou serviço necessita aumentar sua capacidade e não consegue fazer isso sozinho: é aí que consultorias entram no jogo.

Nesse artigo, meu objetivo é pontuar os benefícios e desafios de atuar como designer consultor, o contexto na qual estou inserido aqui na Concrete desde janeiro de 2018.

Você vai encarar todo o tipo de problema, todos os dias

Pessoalmente, esse é o ponto mais enriquecedor de se trabalhar em uma consultoria. Você é um profissional temporário trabalhando em um determinado cliente ou produto e, por conta disso, você consegue – em boa parte das vezes – especular uma data de entrega para um projeto. Dessa forma, fica evidente que você vai atuar em diferentes frentes, para diferentes clientes, com diferentes problemas nas mãos. Todas essas experiências vão te fazer crescer e se tornar um profissional mais preparado tecnicamente e pessoalmente também.

Você vai conhecer e trabalhar com pessoas novas o tempo todo e para mim essa é uma qualidade significativa. Pessoas são diferentes. Cada uma delas tem um modo de ver, entender e realizar tarefas. Ser um profissional que pode se adaptar facilmente em diferentes contextos é uma qualidade imprescindível no mercado hoje.

Você precisa se comunicar bem

Atender e trabalhar com clientes significa, entre outros pontos, participar de reuniões, escrever e-mails e mensagens para outros colegas de trabalho via Slack/Skype etc. O que vai fazer a diferença vai ser a sua capacidade de saber o momento certo de falar e ouvir nesses momentos, interferindo diretamente no seu relacionamento (e do seu time) com o cliente.

Vendo meu feed do Twitter (melhor rede @viniciusvieira), certa vez me deparei com um tweet que dizia a seguinte frase: se você quer ser promovido, você deve saber escrever perfeitamente. Eu acredito fielmente que o autor do tweet estava falando, na verdade, da habilidade de escrever e-mails e mensagens de texto. Busque sempre ser objetivo, direto e informativo, pessoalmente em uma reunião ou escrevendo uma mensagem no Slack, por exemplo.

Outro ponto importante: pessoas do seu time, incluindo o cliente no qual que você atende, precisam saber as demandas e tarefas que você fez, o que você está fazendo e suas próximas ações. Um método de trabalho transparente para todos vai te ajudar a sempre entregar melhor.

Seja um designer unicórnio

Como encarar problemas de negócio, de design e tecnologia vai ser uma ação do cotidiano, você precisa estar confortável em atuar nas mais diferentes frentes. Você pode trabalhar em projetos mais específicos, como um app de vídeo streaming para dispositivos iOS e de repente mudar de projeto, atuando em um site financeiro no modelo B2B. Um app de streaming de vídeo precisaria de estudos com adolescentes, por exemplo, já um site financeiro precisaria de pesquisa e entrevistas com CFOs.

A diversidade de problemas que acompanham essas mudanças pode acontecer uma, duas, três vezes por ano, e você, como um designer consultor, tem que estar preparado para desempenhar esses papéis. Particularmente, eu encaro todas essas mudanças como formas de aprendizado e crescimento profissional.

Um dia, sua principal demanda pode ser a entrega da especificação de um fluxo para desenvolvimento e no outro dia ter que lidar com comentários de clientes frustrados para entender melhor determinado problema e no dia seguinte participar de uma reunião com stakeholders… Dependendo do tipo de trabalho e do cliente que você está atendendo, isso pode ser uma rotina.

Você tem outra perspectiva sobre um produto ou serviço

Sua perspectiva sobre um problema de design provavelmente vai ser diferente daquela que o seu cliente pensa e/ou defende. Na maioria das vezes, quando uma empresa precisa de ajuda e contrata uma consultoria, ela precisa de assistência para fazer algo que elas até não conseguem nem entender sozinhas.

Sua habilidade de colaborar em conjunto com seu time e stakeholders vai fazer grande diferença na qualidade das suas entregas e em como o seu cliente enxerga o seu time (você incluso) como um todo. Talvez, se você trabalha em um cliente que ainda não entende o impacto e importância de um bom design, você vai precisar mostrar o quão estratégico um designer pode ser e o quanto o design é importante para solucionar problemas de negócio.

Sua agilidade de facilmente reconhecer o que pode e o que não pode ser feito, como determinada tarefa pode ser feita e seus benefícios reais vão ajudar o seu time e, consequentemente, seu cliente a trabalhar e entregar boas soluções de design e de negócios.

Trabalhar como designer consultor requer algumas habilidades que são diferentes, caso você tenha experiência como um designer em apenas um produto ou serviço. Talvez, algumas dessas habilidades você ainda não teve a chance de vivenciar na prática, mas aqui fica o questionamento: Qual a sua preferência? Trabalhar em um monoproduto ou trabalhar em uma consultoria?

Você concorda com tudo que foi pontuado? Por favor, sinta-se à vontade para compartilhar suas experiências! Eu adoraria ouvir e debater sobre o tema.

No capítulo de Design da Concrete nossa vontade é fazer do mundo um lugar melhor. Para isso, concebemos as melhores interações e soluções visuais baseadas em estudos, análises, pesquisas e testes com protótipos. Como designers, fazemos parte de um time multidisciplinar e trabalhamos lado a lado com Product Owners e desenvolvedores em um contexto de desenvolvimento ágil, centrado no usuário. Se você acredita nesse modelo de trabalhar, pode vir! =) Acesse: concrete.com.br/vagas